Sobre

Os condomínios paraenses têm o dia 27 de março para comemorar. É a data de criação do SINDCON-PA. O Sindicato foi idealizado por Drauz Cândido Reis, um paulista que veio viver aqui e adotou Belém como sua terra. No início, as reuniões aconteciam no edifício Antônio Maria Fidalgo. A fundação e a elaboração do estatuto contaram com a ajuda do advogado Tadeu de Jesus e Silva. Na época, os fundadores que integraram a primeira diretoria foram Drauz Reis, que assumiu a presidência; José Nazareno Nogueira Lima como 1º vice-presidente; e Monclar da Rocha Bastos, como 2ª vice-presidente. O Sindicato funcionava em uma sala cedida por Drauz Reis no posto 22 de abril.

Mas foi por pouco tempo. O SINDCON-PA logo adquiriu, na administração de Monclar da Rocha Bastos, a sede própria: um conjunto de salas no Edifício Victor Danin. Atualmente, o local abriga a Escola de Síndicos Gabriel Cárdias. Outra sede foi adquirida, na travessa Rui Barbosa, 689, na gestão do Dr. Nazareno Lima. Ali o sindicato funcionou até 2003, quando mudou para outra casa na mesma travessa Rui Barbosa, 891. José Nazareno Nogueira Lima é o terceiro presidente a dirigir o sindicato. Com ele, veio uma gestão modernizadora, com objetivos empresariais baseados na ampliação da prestação de serviços e nas parcerias com empresas de diversos segmentos de serviços e produtos para condomínios associados. Belém possui mais de 1.200 condomínios mais de 80% são associados ao SINDCON-PA. A estimativa é que sejam 60 mil unidades habitacionais e comerciais, que representam ¼ da população de Belém morando em condomínios.

São em média 350 mil pessoas, principalmente da classe média alta, o que comprova a importância desse segmento. "Sonhamos com um sindicato forte. A união de todos transformará essa realidade para a melhoria da qualidade de vida de todos os condôminos", ressalta José Nazareno.